7 poemas curtos da cultura chinesa

Há quem diga que poemas são curtos demais para contar histórias e por isso textos em prosa são superiores. Há quem também justifique o gosto por poesia a partir da extensão: poesia é mais curta, mais fácil de ler, mais rápida. No entanto, às vezes é exatamente o contrário. Poucas palavras contam longas histórias e quanto menor o verso, mais complexo seu entendimento. O gosto por poesia geralmente é cultivado pelas experiências e contatos que temos com literatura ao longo do tempo e a maneira de cada um de ler conduz o resultado da interpretação.


Imagem retirada da plataforma Hisou.

Poemas podem fazer parte da cultura de pessoas num sentido estrito, sendo parte de tradições familiares, mas também lato, abrangendo mais do que apenas um grupo de indivíduos. Poemas podem falar sobre dinastias inteiras. E é o caso dos poemas traduzidos por Ricardo Primo Portugal e Tan Xiao, retirados da antologia clássica Trezentos poemas da Dinastia Tang.


Os poemas curtos (jeuju) foram publicados na revista Modo de Usar e podem ser acessados por aqui.

A revista Modo de Usar & Co é uma revista de "poesia e outras textualidades conscientes". O formato da revista é eletrônico, pelo site, e também impresso, pela Livraria Berinjela. A revista online se dedica principalmente à poesia sonora e visual, em vídeo, mas também à escrita, e a edição é feita por Angélica Freitas, Fabiano Calixto, Marília Garcia e Ricardo Domeneck.


A revista Modo de Usar pode ser contatada pelo e-mail revistamododeusar@gmail.com e você pode acessar o canal do youtube da Modo de Usar por aqui.

. . .


Literatura acessível é um projeto da Odisseia Consultoria que tem como objetivo contribuir para a ampliação do alcance da literatura no Brasil, assim como a disseminação da produção literária de autores e autoras em todo o país. Para tanto, todas as sextas-feiras, a Odisseia divulga textos literários disponíveis na internet para acesso gratuito. Porque nem sempre é possível adquirir material literário por meios convencionais, mas não deveria ser necessário ter dinheiro para poder apreciar literatura. É um passo pequeno, mas é um começo. Se inscreva no nosso blog e faça parte dessa iniciativa!

Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP

(19) 996 356 627