Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP

(19) 996 356 627

ANIVERSARIANTES DO MÊS: Dickens, Victor Hugo, Gillian Flynn, Rainbow Rowell e Anthony Burgess

Atualizado: 6 de Fev de 2019




Charles Dickens

Charles Dickens, nascido em 7 de fevereiro de 1812, foi o escritor de diversas obras canônicas da literatura inglesas. Celebre por retratar a Londres de sua geração, o autor faleceu em 1870, em consequência de um acidente vascular cerebral, em Higham, Inglaterra.


Sinopse: David Copperfield

Publicado originalmente na forma de folhetim entre 1849 e 1850, David Copperfield é o romance mais autobiográfico de Charles Dickens. Mas não só: nas palavras do grande escritor, que inspirou outros gigantes da literatura ocidental como Tolstói, Kafka, Woolf, Nabokov e Cortázar, este é seu “filho predileto”. Nele, acompanhamos a jornada do herói, nascido na Inglaterra dos anos 1820: órfão de pai desde o nascimento, David Copperfield pertence à imensa massa de desfavorecidos que a literatura do século XIX, pela primeira vez, presenteou com o protagonismo. Parte fundamental da tradição do grande romance realista, este livro oferece não apenas um retrato acurado de seu tempo como também um contundente relato sobre a vocação literária.



Victor Hugo

Nascido em 26 de fevereiro de 1802, o dramaturgo francês Victor Hugo é um dos mais celebres representantes do período Romantista,tendo escrito em seu período romancista o popular O Corcunda de Notre-Dame . A partir do ano de 1849, a obra de Dickens enfrenta uma considerável mudança, tomando um cunho político e crítico, foi nesse período que sua mais reconhecida obra foi escrita, Os Miseráveis.


Sinopse: Os Miseráveis

Considerado a obra-prima de Victor Hugo, este romance se desdobra em muitos: é uma história de injustiça e heroísmo, mas também uma ode ao amor e também um panorama político e social da Paris do século XIX. Pela história de Jean Valjean, que ficou anos preso por roubar um pão para alimentar sua família e que sai da prisão determinado a deixar para trás seu passado criminoso, conhecemos a fundo a capital francesa e seu povo, o verdadeiro protagonista. Na via crucis que é o romance sobre a vida de Valjean, são retraçadas as misérias cotidianas e os dias de glória do povo francês, que fez das ruas seu campo de batalha e das barricadas a única proteção possível contra a violência cometida pela lei.





Gillian Flynn


Flynn nasceu em 24 de fevereiro de 1971, sendo reconhecida mundialmente por suas obras e pelas adaptações em filmes e séries das mesmas. Garota Exemplar foi produzido em filme em 2014, recebendo críticas positivas. Objetos Cortantes foi o segundo a ganhar adaptação, dessa vez em série pela HBO, lançado em 2018.


Sinopse: Lugares Escuros


Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua.

Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos?

Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia dos crimes com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.


Rainbow Rowell

A norte americana nascida em 24 de fevereiro de 1973 ganhou reconhecimento desde o lançamento de seu primeiro livro, em 2011, Anexos. Desde então, a autora de famosos romances já lançou outras rentáveis obras, como Fangirl, Carry On e Eleanor e Park.


Sinopse: Ligações

Georgie McCool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura. Talvez sempre esteve em segundo plano. Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças. Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo. Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer… Será que é isso mesmo o que ela deve fazer? Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?


Anthony Burguess

Marcadoras pela sátira social, as polêmicas obras de Burgess, (nascido em 25 de fevereiro de 1917) são lembradas e comentadas até hoje. Extremamente controverso, grande parte de suas obras permanece no anonimato.


Sinopse: Laranja Mecânica

Publicado pela primeira vez em 1962, e imortalizado 9 anos depois pelo filme de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica não só está entre os clássicos eternos da ficção como representa um marco na cultura pop do século 20. Meio século depois, a perturbadora história de Alex – membro de uma gangue de adolescentes que é capturado pelo Estado e submetido a uma terapia de condicionamento social – continua fascinando, e desconcertando, leitores mundo afora.












*As sinopses foram retiradas do site Amazon.