Escrita Criativa: Como desenvolver um hábito de escrita



Criar um hábito de escrita é o primeiro passo para aqueles que sentem que a escrita não rende ou não flui: a prática constante da escrita é essencial quando se busca por qualidade e mais habilidade.

É muito comum que uma pessoa se sinta ameaçada por prazos, para começar a escrever algo do zero ou ainda voltar a um texto antigo.

Desenvolvemos algumas dicas simples para desenvolver um completo hábito de escrita:


“O poder do hábito”

Em seu livro "O Poder do Hábito" Charles Duhigg, repórter do New York Times, mostra que a chave para o sucesso é entender como os hábitos funcionam e como podemos transformá-los.

Para ele, o hábito se resume em três tópicos:

Gatilho: o estímulo que aciona a rotina. O Gatilho pode muitas vezes estar aliado a outro hábito. A partir do momento em que resolver escrever com mais frequência, você pode tentar conciliar esse novo hábito com alguma ação cotidiana para facilitar o controle da atividade, como por exemplo escrever depois do banho ou escrever antes do café da manhã.

Rotina: a atividade que você irá transformar. Escolha um momento oportuno e confortável e tente não mudá-lo depois.

Recompensa: o "prêmio" por ter concluído a atividade, podendo ser um café, um banho, um filme, etc. Tente fazer com que a recompensa seja um benefício empolgante, algo que realmente te ajude na motivação.

A recompensa é essencial, sem ela, o hábito perde força e não e memorizado pelo cérebro.


As vezes, apenas montar sua estratégia não é suficiente. Com o seu plano construído, separamos mais algumas dicas:


Exercícios frequentes

Praticar diariamente durante um período de sua preferência é um forte impulsionando para a criatividade e o desenvolvimento da habilidade de escrita

Em alguns lugares, na internet, você encontra outras pessoas compartilhando pequenos exercícios, (em grupo ou individualmente) como desafios diários, cada um com uma duração própria, uma semana ou um mês de exercícios, por exemplo. Fazendo esses exercícios, você estará treinando sua escrita, alimentando sua criatividade e desenvolvendo seu hábito.

Caso não goste de nenhum exercício proposto, tire um tempo e crie seus próprios exercícios, seguindo seu próprio compasso.

Os exercícios podem ir de pequenas crônicas a poemas e cartas, tudo pensando para tomar apenas alguns minutinhos do seu dia.

Além disso, se não for possível se adaptar à rotina desses exercícios, não se preocupe. Cada escritor tem um ritmo.

Mas tente sempre que possível ir além de sua zona de conforto. A versatilidade do autor pode ser uma arma para a criação.


Escrita em grupo

É interessante encontrar alguém que te incentive e que esteja precisando da mesma motivação. Um grupo de escrita pode ser útil a um autor ao ajudar a monitorar seus hábitos de escrita e na contemplação de seu texto.

O grupo pode unir-se para atividades e exercícios, debater temas relacionados a escrita e impulsionar os projetos alheios.


Não idealize

Não existe lugar nem momento ideal.

Não espere pelo momento de inspiração perfeito. Epifanias existem, entretanto, depender delas é arriscado.

Se sua ideia inicial parecer mal desenvolvida, coloque tudo no papel e tente progredir a partir do já que tem.

Tente não se preocupar se o texto vai estar bom sempre, se sempre que escrever vai sair algo bom. É para isso que existe a revisão e a reescrita. Não perca a empolgação com seu projeto com medo de escrevê-lo cedo demais. Novamente, não existe momento ideal de escrita.

Além disso, não tenha medo de começar, a ideia nunca estará completamente pronta, sempre haverá novas ideias para acrescentar. Tenha ambição de escrever, seu fio condutor pode sim mudar.

Escrever equivale a escrever algo do zero, revisar algo já escrito, editar algo já escrito, fazer pesquisa para texto que vai ser escrito, etc.

Escrever não é só escrever do zero, é natural que se perca o envolvimento com o texto durante um tempo, o que não impede que possa revisita-lo depois, voltar a produzir.


Essas são apenas algumas dicas que podem te auxiliar, entretanto cada autor tem um estilo e um ritmo próprio, o importante é encontrar o seu e tentar sempre praticar!

Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP