Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP

(19) 996 356 627

ESCRITA CRIATIVA: Como determinar o gênero do seu livro




Analisar o gênero de seu livro é essencial em diversos contextos para os escritores.

Determinar o gênero é o que ajudará o autor a conquistar público alvo, por exemplo. Tendo em vista a facilidade em encontrar uma nova leitura pesquisando pelo gênero desejado pelo leitor, uma escolha equivocada certamente incomoda o leitor e prejudica a imagem do autor em questão.

Por exemplo, um autor pode ter planejado em um primeiro momento criar um Romance Policial, mas conforme o livro de desenvolve, o enredo passa a pender mais para uma trama que se encaixaria melhor no Suspense. A obra pode ser os dois, o importante é que ambos estejam expostos e desenvolvidos.


É de extrema importância que o autor desenvolva o gênero a partir de sua narrativa, e não o contrário! Não se preocupe em ficar preso entre "limites" do gênero literário, não tenha medo de inovar. A ideia é utilizar os conceitos, e não copiar recursos, não há fórmulas para gêneros literários, apenas inspirações.


Caso você esteja em dúvida sobre qual o gênero seu livro pertença, veja alguns exemplos populares:

Novela: Meio termo entre o Romance e o Conto, mais curta que o romance e mais longa que o conto. A novela pode possuir vários enredos acontecendo ao mesmo tempo, se conectando ao longo da narrativa.

Conto: Embora a forma do conto seja breve/curta, a história é intensa. Coisas marcantes acontece em um curto período de tempo.

Romance Policial: Romance que conta o desenvolvimento de um crime, tendo geralmente a presença de detetives como figura central.

Horror: É uma narrativa capaz de provocar o sentimento de medo, repulsa ou aversão, a partir da figura de um monstro. Tal "monstro" pode seguir a linha da superstição e do fantástico, sendo algo sobrenatural e distante.

Romance Psicológico: são obras onde a mentalidade e pensamentos dos personagens são material essencial para o desenvolver da história. Muitos autores priorizam os monólogos e escrita em primeira pessoa apara criar a atmosfera de parecer psicológico.

Utopia e Distópico: praticamente opostos, esse gêneros apresentam a busca da natureza humana sempre insatisfeita a procura de um lugar melhor. A utopia é a conquista desse lugar, a civilização ideal e perfeita. Em contradição, a distopia apresenta todo o lado negativo da ambição da humanidade, onde coisas terríveis acontecem. Algumas narrativas distópicas usam de um cenário pós-apocalíptico, um cenário futurístico onde a humanidade tenha partido por um rumo diferente do que conhecemos no presente, reiniciando a sociedade, as vezes com memórias do que a humanidade já foi um dia (nossa sociedade).

Young Adult: provavelmente um dos gêneros mais rentáveis e populares da atualidade, o romance Jovem Adulto apresenta personagens entre os 14 e 18 anos. Um pouco mais maduro que o infanto juvenil, esse gênero aborda temas da adolescência: como sexo, bullying, escola, drogas, puberdade e busca pela própria identidade.

Infanto Juvenil: por vezes dotada de crianças em aventuras ou salvando o mundo, o infanto juvenil geralmente tem um caráter didático mascarado, transmitindo valores sociais a partir da narrativa dos personagens.

Fantasia: A fantasia não tem compromisso algum com a realidade, pode divagar e criar o que bem entender, sem que regras naturais precisem ser respeitadas. A fantasia tem como principal característica o sobrenatural e a magia.

Ficção científica: Ao contrário da fantasia, a ficção cientifica traz eventos que cabem no mundo real, podem ser explicados pela ciência e pela razão, embora se assemelhe a ficção pela aventura.

Steampunk: é uma variação da ficção científica, ocorrendo no passado ou em um universo que se assemelhe ao passado de nossa história real. Os recursos típicos da ficção cientifica então presentes, podendo ter várias explicações para o uso de tecnologia mais avançada em tal período.

Suspense: o Suspense tem origens nos textos jornalísticos de crimes não resolvidos do século XIX, tendo desenvolvido para as famosas narrativas de psicopatas e crimes, criando atmosferas de tensões intensas.

Romance Histórico: a narrativa se baseia em fatos históricos.



Gostou do post?

A Odisseia oferece o serviço de coaching, onde acompanhamos e direcionamos autores durante a escrita da obra, auxiliando nas dúvidas de escrita e ajudando as ideias a saírem da cabeça e partirem para o papel!

Confira os nossos serviços:

https://www.odisseiaconsultoria.com/coaching