Escrever em desconforto

Atualizado: 24 de Set de 2019

Diferente de outros posts anteriores, esse não será tanto sobre dicas de escrita, mas sim um puxão de orelha que todos devemos sofrer uma vez na vida.

Vai parecer clichê, mas todos aqueles que têm a tendência de escrever diferentes tipos de texto, sabe que a sensação de “segurança” é quase uma armadilha, uma ilusão.

Vamos aos pingos nos “i”s.


A zona de conforto de um escritor pode aparecer de diversas formas. Por exemplo, você sente que seu texto se automatiza, muitas vezes nem questiona o que está executando, há um receio de dar um passo à frente, de ser ousado e inovar um pouco sua narrativa, mesmo que isso signifique uma evolução na sua escrita? Tudo isso faz parte da zona de conforto. O autor prefere se estagnar num tipo de texto “seguro”, talvez até para controlar a ansiedade. O padrão desse autor estará estável, mas não significa que estará ótimo, 100%.


Ok, eu tenho tudo isso. Quer dizer que eu devo escrever em desconforto? Devo escrever o que não gosto? Bom, pode ser uma ideia, mas não a única.

O importante é a disposição para sair do lugar, para dar estímulo a criatividade, saindo da zona de conforto. Para isso há vários métodos, dependendo do que você estiver confortável para fazer e até onde você está disposto a chegar.

Agora sim, é hora das dicas:


Novos gêneros, tipos de personagens e histórias

Inovação! Descubra novamente novos modos de escrever, escreva algo que nunca escreveu antes, expanda sua imaginação para lugares inexplorados.

Isso vai de sentar em um lugar diferente para escrever, em um horário que você não está habituado, até escrever algo completamente diferente de seus textos usuais.

Se você pode escrever em “desconforto”, você pode fazer qualquer coisa.


Não tenha medo das revisões de terceiros

Existe um bloqueio em vários escritores em ceder seus textos para críticas e edições. Mas acredite, é legal ter mais de um padeiro para fazer esse pãozinho sair do forno (analogia horrível? Sim, sabemos).

Pedir ajuda para um amigo para dar uma olhada em um texto pessoal pode parecer aterrorizante para alguns, mas é um passo para ver além do seu texto, além da visão do autor.

Esteja aberto a críticas e saiba ouvir o outro.


Grupos de escrita

Fazer parte de um grupo de escrita que faça isso junto com você, todos estarão no mesmo barco, em posição de “desconforto” perante um novo gênero ou forma de escrever. É muito mais fácil seguir nesse tipo de projeto quando pessoas à sua volta também estão se esforçando para fazer isso acontecer. Inspire o coleguinha!



Gostou das dicas?

A odisseia oferece serviços de tutoria em escrita criativa, onde acompanhamos e direcionamos autores durante a escrita da obra, auxiliando nas dúvidas de escrita e ajudando as ideias a saírem da cabeça e partirem para o papel. Venha dar uma olhada e já passe para checar nossas outras redes sociais!

Confira os nossos serviços:

https://www.odisseiaconsultoria.com/tutoria-escrita-criativa

Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP