Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP

(19) 996 356 627

Odisseia recomenda: Deuses Americanos



Neil Gaiman é aquele tipo de autor que conquista a todos. Se não conquistar alguém com o livro “x”, conquistará com o “y”. Esse é o caso de Deuses Americanos, um de seus romances mais famosos que, apesar de ser detestado por alguns, é amado pela maioria. Ele foi publicado em 2001 e continua sendo considerado um sucesso por grande parte dos leitores e críticos. Além disso, os telespectadores de sua série também a amam.


Sim, o livro foi adaptado para série pelo canal de TV americano Starz.

Lançada em 2017, American Gods, foi recebida muito positivamente e logo garantiu a confirmação da segunda temporada que estreou em março deste ano e está disponível no programa de streaming da Amazon, o Prime Vídeo.


A história, tanto do livro quanto da série, trabalha com a figura dos deuses. Eles existem somente enquanto alguém acredita neles e são criados de acordo com a necessidade dos seres humanos. É a partir dai que a trama vai se desenvolver e vamos acompanhar a guerra entre os deuses antigos e os modernos.


Sinopse* do livro:


A saga de Deuses americanos é contada ao longo da jornada de Shadow Moon, um ex-presidiário de trinta e poucos anos que acabou de ser libertado e cujo único objetivo é voltar para casa e para a esposa, Laura. Os planos de Shadow se transformam em poeira quando ele descobre que Laura morreu em um acidente de carro. Sem lar, sem emprego e sem rumo, ele conhece Wednesday, um homem de olhar enigmático que está sempre com um sorriso no rosto, embora pareça nunca achar graça de nada.

Depois de apostas, brigas e um pouco de hidromel, Shadow aceita trabalhar para Wednesday e embarca em uma viagem tumultuada e reveladora por cidades inusitadas dos Estados Unidos, um país tão estranho para Shadow quanto para Gaiman. É nesses encontros e desencontros que o protagonista se depara com os deuses - os antigos (que chegaram ao Novo Mundo junto dos imigrantes) e os modernos (o dinheiro, a televisão, a tecnologia, as drogas) -, que estão se preparando para uma guerra que ninguém viu, mas que já começou. O motivo? O poder de não ser esquecido.



Sinopse* da série:


O drama é centrado em uma guerra entre os velhos e os novos deuses. Os seres bíblicos e mitológicos estão perdendo cada vez mais fiéis para novos deuses, que refletem o amor da sociedade por dinheiro, tecnologia, celebridades e drogas. Shadow Moon é um ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday, um homem fraudulento que é, na verdade, um dos velhos deuses, e está na Terra em uma missão: reunir forças para lutar contra as novas entidades.






A série foi muito bem recebida, trabalha assuntos sérios e atuais em seus episódios como o racismo, a sexualidade, a religiosidade e o machismo.


Apesar de existirem diferenças entre a série e livro, elas não diminuem a qualidade de um ou de outro. Personagens e situações que no livro são pontuais, ou possuem menos espaço foram mais explorados pela série, o que surtiu um efeito positivo para os leitores.

Então, para quem já leu fica a indicação da série e para quem apenas assistiu, fica a indicação do romance.


*Sinopse do livro foi retirada do site Intrínseca e a da série do site Adoro Cinema