Poema de Izabel da Rosa


Em um mundo tão rápido, moderno e diverso, muitas vezes deixamos de enxergar a simplicidade da vida e até perdemos momentos felizes por não prestar atenção nas pequenas atitudes. Mais que isso, deixamos de valorizar e de agradecer por tudo o que já temos por sempre pensar que ainda nos falta algo.


Você tem se atentado aos detalhes? Tem encontrado a felicidade nas pequenas coisas? São a partir desses questionamentos que a autora Izabel Rosa (foto ao lado) criou o poema "Menino que vende alfajor". Nos versos, Izabel relata o sorriso e a alegria de um menino que vende alfajor na rua e que enxerga a felicidade nos pequenos detalhes da vida. A partir do encontro com esse menino, a autora se diz completa e iluminada, pois, com ele, pôde aprender a enxergar a vida com mais leveza e alegria.


Para ler o poema, acesse aqui.

O poema citado acima foi disponibilizado junto com outros 6 poemas da mesma autora: "Vivas à imperfeição", "Impermanência", "Não tenho vinte anos", "Inexatidão", "Segunda-feira poética" e "Um dia de silêncio". Todos podem ser acessados por aqui. Além disso, eles foram divulgados pelo site Fazia Poesia, maior portal de poesia contemporânea do Medium Brasil. É um site rico em artigos, concursos, coletâneas e entrevistas. Para saber mais, acesse aqui.


. . .


Literatura acessível é um projeto da Odisseia Consultoria que tem como objetivo contribuir para a ampliação do alcance da literatura no Brasil, assim como a disseminação da produção literária de autores e autoras em todo o país. Para tanto, todas as sextas-feiras, a Odisseia divulga textos literários disponíveis na internet para acesso gratuito. Porque nem sempre é possível adquirir material literário por meios convencionais, mas não deveria ser necessário ter dinheiro para poder apreciar literatura. É um passo pequeno, mas é um começo. Se inscreva no nosso blog e faça parte dessa iniciativa!

Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP