Qual a diferença entre Preparação e Revisão Textual? Por que ambas são tão importantes?



A obra não acaba após o autor encerrar a narrativa, muita coisa ainda acontece depois do momento em que o autor finaliza a escrita. Se houver intenção de publicação, o escritor ainda deve procurar resolver algumas coisinhas essenciais até que o texto esteja realmente pronto para ser lançado.

É nesse ponto da produção do livro que entra a preparação e a revisão textual. Para quem ainda não passou por nenhum dos processos, é normal que haja uma certa confusão ao decidir qual é o serviço certo para você.

Aproveite o post de hoje para tirar todas as suas dúvidas!


PREPARAÇÃO

É recomendado que a preparação seja feita em obras ficcionais já finalizadas, por profissionais que tenham alguma experiência com o trabalho. Tal serviço consiste em uma leitura crítica/analítica dos detalhes da obra.

O objetivo da preparação é deixar o texto pronto para ser publicado, ou seja, sem incoerências internas, verificar se a obra é atrativa e original. O serviço pode ser trabalhado em duas partes:

1) Elementos a serem observados e criticados

O preparador do texto irá analisar construções e desenvolvimentos do enredo, tais como:

  • Personagens

  • Cenário

  • Estilo de escrita


2) Adequação

Aqui serão avaliados os elementos que estruturam a obra e se eles adequam bem ao texto e ao público alvo. Na adequação se observa:

  • Do título ao conteúdo do texto: o título realmente combina com o livro em si ou é algo chamativo, porém que não se relaciona bem com o texto? O texto apresenta incoerências? É verossímil? Irá entreter?

  • A linguagem ao público leitor​ está adequada? O leitor alvo entenderá tudo?

  • O tipo de narrador ao conteúdo do texto. Por exemplo, o narrador entrega a trama e revela algo cedo demais? É um narrador sem autocontradições?

É bom se manter atento e não confundir Preparação do Texto com Leitura Crítica, outro tipo de serviço. Um dos principais objetivos da leitura crítica é analisar o texto quanto ao seu apelo mercadológico e toda a análise é feita respeitando o estilo e a originalidade do autor/da autora, apontando pontos fortes ou fracos do texto, auxiliando na determinação da natureza da publicação, de acordo com o que foi escrito, o texto fará sucesso? Haverá editoras inclinadas a publicar tal obra? Etc.

No geral, a preparação se atenta aos pequenos detalhes que fazem a diferença na produção de uma obra literária. Datas, locais, fatos históricos, linguagem, entre outras coisas que tornam uma obra verossimilhante, acreditável, capaz de imergir o leitor completamente.

Depois das análises serem feitas, é dever dos preparadores enviar sugestões de alterações ou ainda ajudar o direcionamento da obra para um aperfeiçoamento da escrita.


REVISÃO

A revisão por sua vez é um trabalho realizado (geralmente) após uma preparação.

Não é dever do revisor criticar o texto. Mesmo que o profissional se depare com algo que não concorda ou não gosta, seu trabalho se situa apenas na área de adequação da concordância do texto e correções gramaticais e ortográficas.


Todo o trabalho de crítica deve ser deixado para o momento da preparação, da mesma forma que a correção gramatical do texto deve ser feita apenas pelo revisor.

A revisão pode procurar por vícios de linguagem, repetições de palavras muito próximas e estruturação e legibilidade do texto, tornando-o mais agradável para o leitor.



A Odisseia Consultoria disponibiliza ambos os serviços! Após esse post, esperamos que tenha ficado mais fácil descobrir qual é o serviço mais adequado para você.

https://www.odisseiaconsultoria.com/preparacao

https://www.odisseiaconsultoria.com/revisao

Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP

(19) 996 356 627