QUINTAS GRAMATICAIS: vem x vêm x veem

O assunto desta Quinta é nada mais nada menos nada menos que a diferença entre “vem”, “vêm” e “veem”, diferentes conjugações dos verbos “vir” e “ver”. Se liga nessa explicação que vai deixar tudo facinho: Vem O verbo “vem”, assim com só um “e” e sem acento, é a 3ª pessoa do singular do presente do indicativo do verbo “vir”. Veja os exemplos a seguir:

1) Tenho certeza de que ele vem;

2) Meu pai vem toda semana neste mesmo horário me buscar;

3) “ Isso de chuva vem quando Deus "qué" “ (Lima Barreto).


Vêm Assim como “vem”, “vêm” com acento também é uma das flexões do verbo “vir”. Trata-se da 3ª pessoa do plural do verbo no presente do indicativo. Confira os exemplos:

1) Meus chefes não vêm para a empresa faz meses;

2) Com as chuvas vêm os arco-íris;

3) “As desgraças não vêm sozinhas” ( Jorge Luis Borges).

Veem Diferente dos dois casos anteriores, “veem” é uma flexão do verbo “ver” (e não “vir”). Trata-se da 3ª pessoa do plural do verbo no presente do indicativo. Confira os exemplos:

1) ”Sou aquilo que de mim os outros veem” (Clarice Lispector);

2) Eles não veem que mudar de casa é uma péssima escolha;

3) Minhas ex-namoradas não me veem com bons olhos.

Atenção: Desde o Novo Acordo Ortográfico, que só entrou em vigor de fato em 2016, “vêem”, 3ª pessoa do plural do verbo “ver” no presente do indicativo, não existe mais, portanto seu uso não é aceito na norma padrão da língua portuguesa.

Viu só? Nem é tão difícil assim! ;)

Odisseia - consultoria literária e linguística

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571 Campinas, SP

(19) 996 356 627